Uma noite na casa de minha melhor amiga

  • Publicado em August 24, 2012 em 12:06 am

Meu nome é Daniel. Estou contando esse conto, porque não aguento mais escondê-lo.Eu tenho uma melhor amiga, desde o prézinho. O nome dela é Mariana. Mariana, quando tinhamos 4 anos, era muito feinha. Usava óculos, era meio gordinha, e zoada por todos. Por isso fiquei amigo dela. Ficava com pena dela, e acabava defendendo-a. E foi assim que ficamos amigos inseparáveis. Mas agora, está bonita, alta, corpo delicioso, cheio de curvas e com seios enormes. Umas semanas atrás, eu fui na casa da Mari com o nosso outro melhor amigo, o Fernando. Ele foi embora, e só ficou nós dois. Até então, eu nem reparava no corpo, ou na beleza dela. A mãe da Mari sugeriu que eu dormisse lá. Como estava de saco cheio dos meus irmãos, aceitei. Liguei pra minha mãe, ela deixou e tal.Fomos tomar banho. Ela foi primeiro. Mas quando ela estava tirando a roupa, eu vi ela toda nua, se masturbando.Aquilo me deixou pensando, como uma garota bonita desse jeito, não tem namorado, e EU não percebi, meu deus??Ok, depois fui eu. Quando estava entrando no banheiro, ela estava de toalha. Deu um grito, e me pediu um monte de desculpas.- Ai, desculpa Dani… Eu tou de toalha aqui.. desculpa mesmo.- T-tudo bem… Estava espantado. A beleza era tanta, que não medi onde, nem quem estava do lado. Cheguei mais perto e lhe disse:- Voce é linda quando está com vergonha, sabia?Ela ficou tão sem graça, que ela começou a tremer. Foi aí que eu peguei a deixa.Agarrei-a e beijei-a num ato de segundos. Ela ficou toda vermelha, e saiu correndo para o quarto.Depois do banho, eu me troquei, estava sem camisa (costumo dormir sem camisa), me deitei, esperando-a, que estava na cozinha preparando um café.Começei a pensar na cena, ela de toalha, imaginando oque estava embaixo da toalha…

Começei a bater uma punheta, ali, na cama dela.

Quando ela chegou, e me viu fazendo aquilo, colocou a mão na boca para não gritar.

- QUE ISSO, DANIEL????

- D-desculpa.. É que te vi na toalha e…

Ela deitou no meu lado, eu estava sentado. Ela me empurrou pra deitar, e me tascou um beijão!

Ja estava praticamente gozando ali mesmo.

- Minha mãe não está em casa… Quer ser adulto por uma noite?? – ela disse.

Devo ter ficado vermelho, pois senti meu rosto queimar de tanta vergonha.

Ela não estava com vergonha, foi beijando a minha barriga, e eu sentindo arrepios, ela foi descendo, descendo…

E chegou aonde queria.

Nossa! Parecia até que ela não era virgem. Sabia me dar tanto prazer..

Ela chupava, chupava… Derrepente abriu as pernas e começou a se masturbar, ali mesmo na minha frente. Quem diria??? Eu estava louco para vê-la nua, e ela ali, se dando pra mim.

- Ai Dani… vem aqui, vem…

Sem dúvidas, fui pra cima dela, engatinhando, como um gato. Ela puxou meu cabelo, me beijou, e foi aí que eu enfiei o meu pau na bucetinha dela. A sensação era tão boa, que nem medi as consequencias de não estar usando camisinha. Fui daquele jeito mesmo. Ela estava adorando, gemia, teve horas que gritava, puxava meu cabelo…

Nós dois gozamos ao mesmo tempo, foi uma beleza. Depois fomos ao banheiro, e continuamos lá.

Tranzamos a noite inteira, e devo dizer que foi uma experiencia maravilhosa.

Gostou? Vote no Conto

Leave a Reply

Ou