You are currently browsing all posts tagged with 'buceta'.
Exibindo 1 - 10 de 38 entradas

O Cuzinho de minha namorada

  • Publicado em July 1, 2014 em 11:34 am

PortaldosContosEstou sozinho em minha sala,vc abre a porta e caminha em minha direção,vc esta linda uma blusinha vermelha de um tecido fino e suave, coladinha ao corpo,com um degote avantajado,deixando aparecer um pouco de seus lindos seios,uma saia preta curta e com fenda nas laterais,uma meia ¾ também preta………………..um sapato de salto combinando com a blusa………. minha mesa é no final da sala,fico te olhando enquanto vc caminha em minha direção,vc esta linda,seu cabelos cai sobre seu seio ,seus olhos verdes brilham em contraste com a luz,vc me olha com cara de safada e morde os lábios,sua boca esta maravilhosa com um batom vermelho……… seu cheiro preenche o ambiente……….. um perfume suave misturado com o tesão que vc esta sentindo,continuo sentado te observando ,meio sem acreditar no que vejo, aquela visão parece um sonho,vc se aproxima,se inclina e me da um beijo no rosto,meio que hipnotizado ainda observo seus seios que nessa posição ficam mais aparente,um volume começa a se formar dentro da minha calça,

Dei para o pai da minha amiga

  • Publicado em February 22, 2014 em 8:14 pm

Dei para o Pai de minha amiga

Meu nome é Clara, peso 56 quilos muito bem distribuídos, tenho cabelos pretos e lisos até os ombros, olhos castanhos claros, peitos médios e durinhos, bunda média e empinada, tenho 19 anos e moro em Santos. Divido um apartamento com três amigas, elas são minhas companheiras de todas as horas, porém na faculdade também tenho muitas amigas e uma delas é a Duda que faz o mesmo curso que o meu – Fisioterapia – é com ela que faço meus trabalhos e saímos pras festas da faculdade. Algum tempo atrás após ter terminado com meu namorado passei a sair mais, mas houve um tempo em que era impossível, pois era época daqueles trabalhos enormes que passavam (quem faz faculdade sabe…). Então passei a freqüentar a casa da Duda

Serviçal Submissa Disponível – Parte 2 Final

  • Publicado em November 3, 2013 em 3:08 pm

Buceta LindaContinuação de ” Serviçal Submissa Disponível”

Depois que todos os convidados chegaram e se acomodaram na sala da casa do Sr. Rodrigo, ele mesmo colocou-me uma coleira com uma corrente e fui obrigada a andar como uma cadela pela sala.

- Lugar de cadela ? debaixo da mesa, vá e faca o serviço em todos que estão aqui! – ordenou ele.

Completamente nua, entrei embaixo da mesa da sala e comecei a chupar um por um e engolir o leitinho de todos eles.

Depois de engolir o leitinho de todos os homens, senti a minha coleira sendo puxada e sai debaixo da mesa, foi quando vi que todos eles tinham capuzes sobre o rosto para não serem reconhecidos.

O Se. Rodrigo me puxou a coleira até a parede e fui amarrada com as mãos para cima, nisto os dois mais velhos iniciaram a me açoitar. Eles diziam que me açoitavam para que eu me comportasse bem. Depois pegaram uma espécie de chicotinho com vários fios e de pernas abertas iniciaram um pela frente outro por trás a me acoitar a bunda e a buceta, até ficar em carne viva, foi então que me soltaram e eu caída no chão comecei a ser fudida pelos dois, um comia a buceta e o outro o cuzinho e se alternaram até cansar.

Então foi a vez dos outros homens, todos juntos eram quatro e eu recebia duas picas no cu e duas na buceta, foi quando comecei a chorar de dor, então fui novamente amarrada contra a mesa da sala com as pernas abertas, eles se revezavam em comer a minha buceta e o meu cuzinho, quando achei que tinham terminado eles me disseram que eu seria castigada por nao ter dado a eles o que queriam e pagaram uma dp anal e vaginal, pedi desculpas e concordei com a cabeca em ser castigada por eles, foi quando viu um deles acendendo um charuto… neste momento fui amordaçada para que não gritasse já que o charuto seria apagado na minha boceta.

Só senti a brasa quente na minha boceta.

DANDO PARA FILHO DO CASEIRO

  • Publicado em September 11, 2013 em 9:16 pm

OContos_dando_caseirola, me chamo renata,sou morena clara,com 164cm,54k…seios medios durinhos,uma bundinha durinha que muitos homens deliram so de olhar e xaninha raspadinha… ah tenho 21 anos..tudo ocorreu no fim semana que passei no sitio dos meus pais…estavamos sabado manha fazendo churrasco eu,meus pais,e alguns parentes e amigos e a familia do caseiro,com a esposa e seu filho de apenas 17 anos…ja fazia algum tempo que nao o via e realmente tava um garoto e tanto..um peitoral…uma barriguinha bem definida..um volume por baixo dos shorts que fiquei toda arrepiada e curiosa para ver.a tarde depois de algumas cervejas e caipirinhas resolvi provocar um pouco marcelo meu guri gostoso,deitada na cadeira da piscina,ora ficava de bruço com desculpa de tomar um pouco de sol,ora sentada de frente e quando percebia que ele me olhava abria um pouco minhas pernas deixando minha xaninha a essa hora ja meladinha bem a mostra a ele…mas nada do moleque se aproximar ou tomar uma atitude… ai quando meu pai e o dele falaram que precisavam sair e nossas maes iriam subir para casa, ficando somente nos na piscina,

Minha vida de corno manso

  • Publicado em October 23, 2012 em 2:16 pm

DeliciousA história que passo a narrar é totalmente verdadeira. Sou casado com uma mulher linda, é o que todos dizem…Quando casamos, o sexo era muito bom. Transávamos quase todos os dias, e era muito bom. Mas como acontece com todo mundo o sexo foi esfriando e eu Comecei a trazer vídeos pornôs para assistir em casa e nos vídeos que tinham dois homens transando com uma mulher, aquilo me excitava demais. Então cada dia passei a me interessar por esses vídeos e quando um dia nós estávamos transando, me peguei pensando em um daqueles filmes e pensando na minha querida esposa transando com um daqueles caras e confesso que a transa naquele dia foi muito boa.
Um dia numa conversa de fantasias ela me perguntou à queima-roupa, qual era a minha e eu respondi na hora: Ver você transando com outro homem e eu assistindo.
Percebi que na hora ela ficou de cara feia e falou: Nunca!
Passado um tempo, recebi uma ligação em casa. Era a voz de um homem querendo falar com ela, passei o telefone e ela ficou muito tempo falando. Quando terminou, perguntei quem era. Ela disse que era um vizinho de quando era solteira. Sem desconfiar de nada, mudei de assunto. Naquela mesma semana tive que fazer uma viagem para São Paulo e notei uma certa ansiedade dela, mas fui. Quando cheguei dois dias depois a encontrei meio tristinha.

Minha prima virgem

  • Publicado em October 2, 2012 em 7:17 pm

virgemOi. Bom dia. Meu Nome é barbara e é a primeira vez que escrevo aqui. Sou meio tímida e vi aqui a chance de contar algumas coisas que não falaria em outra situação. Tenho 19 anos, faço niver em maio, tenho 1,74, sou magra (jogo vôlei pelo time municipal), cabelos e olhos castanhos claros e pele branquinha. O caso aconteceu há anos, ainda era bem inocente sobre sexo. Era virgem ainda (e tinha certeza disso).

Tinha um primo que sempre fui afim e nunca tinha dito nada. Ele já tinha dito que achava meu bumbum muito gostoso. Eu adorava isso, mas tinha vergonha de falar qualquer coisa. Sempre gostava de atiçar a imaginação dele. Quando ia visitar a gente eu usava só meu pijama, um shortinho que mal cabia minha minha bundinha e uma camiseta fina que deixava ver o biquinho dos meus peitinhos. Essa roupa em casa era norma e como era tudo família ninguém falava nada. Eu de cabelo preso e minhas pernas e pezinhos a mostra deixava ele louco. Eu ficava excitada de ver o volume no calção dele qndo a gente brincava de lutinha ou cosquinha (coisa de criança, mas já com 2ª intenções). Confesso, era safadinha. Mas só com ele.

MINHA MÃE NA PRAIA

  • Publicado em October 2, 2012 em 6:21 pm

Bom, a história começo a 3 semanas, quando eu viajei com a minha mãe para uma casa de praia de uma cidade no litoral do Rio de Janeiro. Eu tenho 19 anos, e minha mãe Karen, tem 36. Ela é uma bela mulher, alta, magra, pela branca, olhos azuis e cabelo lisos e negros. Ficamos na casa de um amigo de minha mãe que nos emprestou para ficar uma semana lá.

Na manhã seguinte, fomos bem cedo para uma praia bem deserta que existe na cidade, cercada por rochas imensas, um lugar bem isolado. Minha mãe ao chegar na praia, tirou a tanga, mostrando seu belo corpo vestido com um minúsculo biquíni. Estava eu vestindo minha sunga, curtindo o vai e vem das ondas. Minha mãe, aproveitando o primeiros raios de sol, deitou de bruços na tanga, expondo sua linda bunda e soltou a parte de cima do biquíni. Então, ela me chamou para passar bronzeador nas sua costas. Eu estava com estranho desejo, coisa que eu até então nunca havia sentindo por ela. Passei protetor em suas costas, e timidamente passei nas suas nádegas, pulando para as coxas. Minha mãe, reclamou: “Filho, passa direito na bunda da mamãe, se não pode ter queimaduras do sol”. Eu já estava nervoso, pois meu pau estava duro, e não queria que ela percebesse. Minhas mãos começaram a tremer. Então,

Descobrindo o Desejo Proibido

  • Publicado em September 25, 2012 em 4:35 pm

Sou alto 1,80 corpo sarado barriga tanquinho malho desde novo, faço luta de vale tudo também,sou branco mas minha pele ta muito bronzeada pois vivo sem camiseta no sol aqui em minha casa na beira da piscina,tenho cabelos pretos curtos com aquele corte da moda arrepiadinho na frente,olhos marrom terra,sempre fui muito galinha e perdi minha virgindade, de lá pra cá não passa uma as vezes fico ate com três em uma noite,meu nome é Diogo.

Bem tenho uma irmã ,ela é linda tem cabelos lizos preto compridos,corpo bonito pernas grossas bem malhada ela vai a academia comigo,um corpo muito bonito seios médios mas que chamam a atenção,olhos verdes iguais os olhos de minha mãe,uma boca com lábios grossos,sua pele e mais branca que a minha ela não pega tanto sol como eu mas tem marcas de biquíni no corpo,ela mede 1,65 e mais baixa que eu sempre a tive como minha irmãzinha,eu acompanhei seu crescimento e sua entrada na adolescência o que foi muito difícil pois estudava com ela na mesma escola eu morria de ciúmes e ficava esperando ela sair da sala na porta da sala dela pra irmos pra casa juntos não dava folga alguma pra ela.

Meu namorado foi falar de mim pro amigo e acabei dando meu rabinho pro amigo ele ganhou um par de chifres

  • Publicado em September 25, 2012 em 3:42 pm

200120101765Oi , meu nome é Martha , quem já leu alguns dos meus contos já sabe que eu tenho 34 anos hoje em dia , e estou contando minhas minhas aventuras de juventude , tenho muitas , mas vou contando aos poucos , moro em Brasília , e eu e minhas amigas sempre tivemos a liberdade de tomar sol no terraço dos prédios da quadra em que morávamos , e eu sempre usei bikinis minúsculos , pois adoro deixar a marquinha de sol no meu corpo , nessa época eu tinha 22 anos , meu tamanho é 1, 55 e nunca passei de 51 kg , tenho olhos castanhos , boca carnuda , pernas finas e pouco bumbum ( mas bem redondinho) cabelos castanhos abaixo dos ombros e peitos fartos ,coisa que chama a atenção ,pois sou baixinha de peitões (oque me rendeu muita gozada nos peitos , coisa que adoro) , sou neta de índia com branco , minha pele fica linda quando tomo sol e não tenho pelos no corpo à não ser uns poucos pentelhinhos na xota, nessa época ainda namorava com o pai do meu filho , o Sérgio , que depois ainda morei com ele dois anos , a família dele tinha uma chácara muito bonita , que sempre juntava uma turma lá , fazíamos churrasco e passávamos o fim de seman lá , numa dessas festas , o Sérgio estava bebendo com os amigos e a gente ficava na piscina , tinha sempre casal de namorados , que iam pra algum quarto transar , coisa assim , eu estava na piscina tomando cerveja e nadando , pois não ficava no meio da turma que entornava mesmo , o Sérgio era um deles , eu ficava mais na piscina , como o espaço é grande ficavam turminhas por todo lado .

 

Eu estava sentada na beira da piscina conversando com um amigo nosso o Gilberto ( Betinho , o apelido dele) um cara legal , alto bonito corpo em cima e que já tinha comido algumas amigas minhas , estávamos conversando quando ele falou :

Empregadinha de luxo

  • Publicado em September 19, 2012 em 6:16 pm

O despertador marcando 7:00 AM começava a tocar, aquilo era sinal de levantar e ir para o trabalho. Estava feliz aquele dia, estava super animada com meu novo emprego e uma semana antes havia conseguido uma vaga na faculdade de gastronomia, era tudo que eu queria, sabia que logo estaria realizando um sonho.

Sou Fernanda, mas todo mundo me chama de Nanda. Vim morar em São Paulo faz um mês e meio . Me mudei pra cá junto com minha mãe. Tenho 22 anos, viemos do interior do estado, minha mãe veio com o destino de mudar um pouco de vida, buscar uma melhora financeira, já que meu pai havia separado dela.
Já que no começo é difícil, resolvi começar a trabalhar pra ajudar em casa. É um pouco estranho quando falo do meu emprego, mas gosto do que eu faço. Não é meu sonho, mas um dinheirinho sempre é bom, principalmente quando a intenção é ajudar a própria família. Sou a típica menininha do interior. Sou loirinha, tenho os olhos cor de mel, 1.70m e 60 kg bem distribuídos. Meus seios são médios, com o biquinho bem rosadinho, bumbum durinho e empinadinho, coxas grossas, gosto de cuidar do meu corpo. Adoro me sentir atraente. O que realmente mexe comigo, é quando estou passando na rua ouço algum homem mexendo comigo, me chamando de gostosa, gosto de me vestir como uma ninfetinha. Minha mãe não liga muito para o tipo de roupa que eu uso, afinal já sou uma mocinha.